Carquejeiras - As Escravas do Porto


2020


Documentary

Portugal



Tribute to forgotten women who played a fundamental role in the development of the city of Porto

From 1928 to 1951 there were 210 meters in the city of Porto where the work of the "beast" was replaced by the human being.

Anyone who saw those women loaded with 144 bunches of gorse called them "human hedgehogs".

The silent and silenced drama of these slaves from Porto.


a film by

Arminda Sousa Deusdado


Music

José Alberto Gomes


World premiere RTP2 (national TV) - 8 March 2020























As carquejeiras que durante o séc XIX início do séc XX faziam chegar à cidade a carqueja que descarregavam dos barcos acostados às margens do Douro. Numa época em que a sobrevivência era uma verdadeira luta, mulheres de todas as idades viam-se obrigadas a carregar às costas até 60 quilos de carqueja para obterem o sustento diário. A subida assustadora, impossível para os animais de carga, era feita pelas mulheres, que muitas vezes ainda levavam filhos pequenos. A tarefa hercúlea era feita à chuva ou ao sol, sem folgas nem férias. A carqueja era a sua vida, e por vezes a razão de um fim prematuro. Estas "Mulheres-escravas", dobradas pelo peso da carqueja e da sua condição social, calcorreavam calçadas, ruas, vielas e ruelas da cidade do Porto, percorrendo distâncias de cinco quilómetros ou mais, no desempenho de um árduo trabalho que permitia que se cozesse pão, se acendessem fogões a lenha ou se aquecessem as lareiras das casas mais abastadas da cidade nevoenta e fria. Um trabalho duro e desumano, num sacrifício ignorado e esquecido de "supermulheres" de antigamente.